CENTAURO
Grupo de Astronomia Amadora
Dois Vizinhos / Maringá - PR

| Inicial | Eventos | Astronomia | Recomendamos | Membros | Fale com a gente | Cadastre-se | Sobre o GCAA |

O SISTEMA SOLAR

Vênus, a deusa do amor
da Nasa

À primeira vista, se a Terra tivesse um irmão gêmeo, poderia ser Vênus. Os dois planetas são semelhantes em tamanho, massa, composição e distância do Sol. Mas as semelhanças acabam aí. Vênus não tem oceanos. O planeta é coberto por nuvens espessas, flutuando velozmente, que aprisionam o calor da superfície, criando um planeta escaldante e parecido com uma estufa, oferecendo temperaturas altas o bastante para derreter chumbo e pressão tão intensa que estar em Vênus equivaleria a nadar a uma profundidade de 900 metros nos oceanos terrestres. As nuvens que recobrem o planeta refletem a luz do Sol, além de aprisionar o calor. Porque Vênus reflete a luz a esse ponto, é em geral o planeta mais brilhante no firmamento.

A atmosfera consiste basicamente de dióxido de carbono (o mesmo gás que produz refrigerantes), gotículas de ácido sulfúrico e há uma completa ausência de vapor d'água -ou seja, o planeta não é muito favorável a pessoas ou plantas. Além disso, a atmosfera densa permite que o calor do Sol penetre, mas não o deixa escapar, o que resulta em temperaturas de superfície da ordem de 450 graus centígrados, mais quentes que as da superfície do planeta Mercúrio, que fica bem mais perto do Sol. A alta densidade da atmosfera resulta em pressão de superfície 90 vezes maior que a da Terra, e é por isso que as sondas que aterrissaram em Vênus sobreviveram por apenas algumas horas antes de serem esmagadas pela incrível pressão. Nas camadas superiores da atmosfera, as nuvens se movem mais rápido do que os furacões na Terra.

Vênus gira preguiçosamente em torno do seu eixo uma vez a cada 243 dias terrestres, enquanto orbita em torno do Sol uma vez a cada 225 dias, o que implica que seu dia seja mais longo que o seu ano! Além disso, Vênus tem rotação retrógrada, ou seja, gira na direção oposta à de sua órbita em torno do Sol. Da superfície do planeta, o Sol pareceria nascer no oeste e morrer no leste.

A Terra e Vênus são semelhantes em densidade e composição química, e ambos têm superfícies relativamente jovens, com Vênus aparentemente tendo passado por um completo recapeamento entre 350 milhões e 500 milhões de anos atrás.

A superfície de Vênus está recoberta em 20% por planícies e terras baixas, 70% colinas e 10% montanhas. Vulcanismo, impactos de meteoritos e deformação da crosta parecem ter determinado a formação da superfície. Não há indícios diretos de vulcões ativos no momento, ainda que as grandes variações na presença de dióxido de enxofre na atmosfera tenham levado alguns cientistas a suspeitar de que pode haver vulcões em atividades.

Ainda que não haja chuva, oceanos ou ventos fortes para erodir as características de relevo superficial, há certa dose de desgaste e erosão. A superfície do planeta é varrida por ventos amenos, de apenas alguns quilômetros por hora, o que basta para movimentar grãs de areia, e imagens de radar mostram dunas de areia e o movimento dos ventos. Além disso, a atmosfera corrosiva provavelmente gera alterações químicas nas rocha. Crateras de impacto também são afetadas pela atmosfera densa: não existem crateras com menos de 1,5 a dois quilômetros de diâmetro em Vênus, em larga medida porque os menores meteoros se queimam completamente na densa atmosfera do planeta antes que possam atingir a superfície.

Mais de mil vulcões ou centros vulcânicos com mais de 20 quilômetros de diâmetro pontuam a superfície do planeta. Pode haver até um milhão de centros vulcânicos com diâmetro de pelo menos um quilômetro. Boa parte da superfície está recoberta por grandes derrames de lava. No norte, uma região elevada conhecida como Ishtar Terra é uma bacia recoberta de lava com território superior ao dos Estados Unidos. Perto do equador, os planaltos da Aphrodite Terra, com mais de metade do tamanho da África, se estendem por quase 10 mil quilômetros. Os fluxos vulcânicos também produziram canais longos e sinuosos que se estendem com centenas de quilômetros de extensão.

Com poucas exceções, a geografia de Vênus foi batizada com os nomes de mulheres de destaque em todas as culturas terrestres.

O interior do planeta provavelmente se assemelha ao da Terra, e contém um núcleo de ferro de cerca de três mil quilômetros de raio e um manto de rocha derretida que recobre a maior parte do planeta. Os recentes resultados obtidos pela espaçonave Magalhães sugerem que a crosta de Vênus é mais forte e espessa do que se imaginava anteriormente. Vênus não tem satélites ou campo magnético intrínseco, mas o vento solar correndo pelo planeta cria um pseudocampo em torno dele.

Vênus: dados-chaves

· Distância do Sol: 108.208.930 km
· Raio equatorial: 6,0518 x 103 km
· Volume: 9,284 x 1011 km3
· Massa: 4,8685 x 1024 kg
· Área: 4,602 x 108 km2
· Gravidade média na superfície: 8,87 m/s2
· Temperatura: 462 °C
· Atmosfera:dióxido de carbono (96%), nitrogênio (3%), outros (1%)


www.grupocentauro.org - Grupo Centauro de Astronomia Amadora - Dois Vizinhos - Maringá/PR - gcentauro@gmail.com