CENTAURO
Grupo de Astronomia Amadora
Dois Vizinhos / Maringá - PR

| Inicial | Eventos | Astronomia | Recomendamos | Membros | Fale com a gente | Cadastre-se | Sobre o GCAA |

O SISTEMA SOLAR

Urano, o pai dos titãs
da Nasa - Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Outrora considerado um dos planetas de aspecto mais ameno, Urano revelou-se um mundo dinâmico, com algumas das nuvens mais brilhantes do sistema solar exterior e 11 anéis. Urano recebe sua cor azul-esverdeada do gás metano acima das camadas de nuvens mais profundas (o metano absorve a luz vermelha e reflete a luz azul).

Urano foi descoberto em 1781 pelo astrônomo William Herschel, que no início pensou tratar-se de um cometa. Esse sétimo planeta do Sol está tão distante que leva 84 anos para completar uma órbita.

Urano é classificado como um planeta "gigante gasoso", porque não tem superfície sólida. A atmosfera é composta de hidrogênio e hélio, com uma pequena quantidade de metano e vestígios de água e amônia. O grosso (80% ou mais) da massa de Urano está contido em um núcleo líquido extenso, que consiste basicamente em materiais "gelificáveis" (água, metano e amônia), com material de maior densidade nas profundidades.

Em 1986, a Voyager 2 observou marcas tênues de nuvens nas latitudes meridionais, deslocando-se para oeste entre 100 e 600 quilômetros por hora. Em 1998, o Telescópio Espacial Hubble observou até 20 nuvens brilhantes em diversas altitudes da atmosfera de Urano. As nuvens brilhantes provavelmente são formadas por cristais de metano, que se condensam como bolhas de gás quente que sobe das profundezas da atmosfera de Urano.

Urano se desloca ao redor do Sol com seu eixo de rotação quase horizontal em relação ao plano elíptico. Essa orientação incomum pode ser conseqüência de uma colisão com um corpo de dimensões planetárias no início de sua história, o que parece ter modificado radicalmente a rotação de Urano. O campo magnético do planeta é incomum, pois seu eixo magnético tem uma inclinação de 60° em relação ao eixo de rotação, e está deslocado do centro do planeta em um terço de seu raio.

Urano está tão distante do Sol que, embora inclinado para um lado e experimentando estações que duram mais de 20 anos, as temperaturas nos lados verão e inverno do planeta não diferem muito. Próximo ao topo das nuvens, a temperatura de Urano é de cerca de -215° C.

Os anéis de Urano foram descobertos em 1977. Estão no plano equatorial do planeta, perpendiculares a sua órbita ao redor do Sol. Os dez anéis externos são escuros, finos e estreitos, enquanto o 11º fica por dentro dos outros dez e é amplo e difuso. Os anéis de Urano são muito diferentes daqueles que envolvem Júpiter e Saturno. Quando visto com o Sol atrás dos anéis, pode-se distinguir uma fina poeira que se espalha por todos.

Urano recebeu o nome de um antigo deus grego do céu. Ele tem 22 luas conhecidas, cujos nomes vêm principalmente de personagens das obras de Shakespeare e Alexander Pope. Miranda é a lua mais estranha de Urano. Seus altos penhascos e vales sinuosos talvez indiquem um derretimento parcial do interior, com material gelificável escorrendo ocasionalmente para a superfície.

Urano: dados-chaves

· Distância do Sol: 2.870.972.200 km
· Raio equatorial: 2,5559 x 104 km
· Volume: 5,9142 x 1013 km3
· Massa: 8,6849 x 1025 kg
· Área: 8,1156 x 109 km2
· Gravidade média: 8,43 m/s2
· Temperatura:-216 °C


www.grupocentauro.org - Grupo Centauro de Astronomia Amadora - Dois Vizinhos - Maringá/PR - gcentauro@gmail.com